Tipos de narração

Tempo de leitura: 2 minutos

Todo texto que possui os 5 elementos narrativos é considerado uma narração. Temos vários subtipos de narração. Veja abaixo alguns deles:

Romance:

Narra um acontecimento ficcional, onde são representados aspectos da vida pessoal, familiar ou social de uma ou mais personagens. É um texto longo e gira em torno de vários conflitos (um principal), gerando o enredo. Subdivide-se em vários outros tipos: romance romântico, romance policial, etc.

Novela

Também comporta vários personagens. O enredo ocorre numa sequência temporal bem marcada. A maioria foca em assuntos da vida cotidiana. Tem mais personagens e é mais longo que o conto. Mas tem apenas um núcleo. A narrativa acompanha apenas um personagem. Enquanto o romance é herdeiro da epopeia, das narrativas de história, de viagens; a novela provém de um conto, de uma anedota e tudo nela se encaminha para uma conclusão. Já a telenovela advém dos folhetins.

Conto

Narrativa curta, densa, com poucos personagens e apenas um conflito (um único núcleo), o espaço e tempo também são reduzidos. Pode ter caráter real ou fantástico, com tempo cronológico ou psicológico.

Crônica

Confundida com o conto. Texto é mais informal e trabalha aspectos da vida cotidiana, acontecimentos do dia a dia. Ela se utiliza da ironia e até do sarcasmo. De forma sutil pode fazer denúncia contra problemas sociais. O tempo costuma ser de minutos ou horas.

Fábula

É semelhante a um conto em sua extensão e estrutura narrativa. O que muda é o objetivo do texto (ensinar) e os personagens (que são animais). Geralmente personagens representados por animais têm caráter pedagógico, pois transmitem noções de cunho moral e ético. Quando se tem personagens inanimados recebe o nome de Apólogo (ilustra uma lição de sabedoria).

Lenda

É uma história fictícia sobre personagens e lugares reais. Realidade está ligada com fantasia. Ela é sustentada pela oralidade, torna-se conhecida e depois é registrada pela escrita. O autor é o tempo, o povo e a cultura.

Anedota

Texto produzido com o intuito de motivar o riso. Geralmente breve e depende de fatores como entonação, representação e oratória do intérprete, pois esse gênero se produz  geralmente na linguagem oral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *